Favelas são regiões de adensamento urbano excessivo. Segundo o IBGE (2018), 5,6% da população brasileira vive em zonas de adensamento excessivo (mais de 3 pessoas por cômodo). No RJ, o problema é maior: 6,7%.

Tutorial

Aprenda em 3 passos a usar o simulador. 

Se necessário tire suas dúvidas em nosso FAQ

1. Ligar

Ao clicar no botão "Ligar" o simulador será acionado. Com isso, ele irá simular os valores que estão setados

2. Barra de Valores

Clique sob a barra de valores e arraste da esquerda para direta. Selecione a faixa de valor desejado

3. Gráfico

Veja sua simulação no gráfico na esquerda*

*Pode acontecer pequenos atrasos devido formato do simulador

O acesso dessas pessoas aos serviços de saúde tende a ser menor do que a média.

 

Moradores de favela estão mais sujeitos à volatilidade na renda, o que pode levá-los a não adotar as medidas de prevenção por falta de recursos.

Clique aqui para

iniciar o simulador

Arraste para alterar o valor da variável

Estratégia que permitiria salvar 15 mil vidas no cenário otimista

Estratégia A

34 dias sem UTI disponível

Transferência temporária de 5000 pessoas/km² de favela, estruturas emergenciais em todas as favelas sem saneamento, fornecimento de produtos de higiene para 50% dos domicílios de favela, construção de 20 UTIs/dia desde o início da epidemia

Estratégias que permitiriam salvar 10 mil vidas no cenário otimista

32 dias sem UTI disponível

Transferência temporária de 1500 pessoas/km² de favela, estruturas emergenciais em todas as favelas sem saneamento, fornecimento de produtos de higiene para 50% dos domicílios de favela, construção de 35 UTIs/dia desde o início da epidemia

Estratégia B

Estratégia C

37 dias sem UTI disponível

Transferência temporária de 3500 pessoas/km² de favela, estruturas emergenciais de saneamento em 30% das favelas, fornecimento de produtos de higiene para 50% dos domicílios de favela, construção de 7 UTIs/dia desde o início da epidemia

Estratégias que permitiriam salvar 5 mil vidas no cenário otimista

36 dias sem UTI disponível

Transferência temporária de 500 pessoas/km² de favela, estruturas emergenciais de saneamento em 10% das favelas, fornecimento de produtos de higiene para 20% dos domicílios de favela, construção de 8 UTIs/dia desde o início da epidemia

Estratégia D

Estratégia E

33 dias sem UTI

Fornecimento de produtos de higiene para 25% dos domicílios de favela, construção de 21 UTIs/dia desde o início da epidemia

Sinergia entre as medidas estudadas e construção de UTIs emergenciais
 

Realização

Dinâmica de

Sistemas Brasil

O Simulador é um mecanismo onde as pessoas vão poder ver o impacto de diferentes políticas em termos de disponibilidade hospitalar para a população de baixa renda, no contexto da epidemia do coronavírus.

SimuladorFavelas

ContraOCoronavírus

 

O que dizem sobre nós

CBN_logo_edited_edited.png
cropped-Logo-Forbes-Brasil_PANTONE-5395-
logo%252520(1)_edited_edited_edited.png
Insper-positivo_edited_edited.png
logo-ufscar-png-1_edited.png
unnamed_edited.png

Contato

Quer conhecer mais sobre o projeto ou reportar algum problema?